Ufla: Equipe Troia conquista 1º lugar no torneio robótico URC

Publicado em 24/02/2015

1

A Equipe Troia (Tecnologia, Robótica, Otimização e Inteligência Artificial) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) conquistou mais um prêmio. Desta vez, ela volta para casa com o título de primeiro lugar na categoriafeatherweight do torneio robótico Submarino URC (Ultimate Robot Combat), promovido durante a XIII Campus Party, em São Paulo, de 3/2 a 7/2.

Foram três categorias de combate entre robôs radiocontrolados: middleweight (55 kg), lightweight (27 kg) e featherweight (13,6 kg). Troia participou da disputa com o robô Aquiles, na categoria 27 kg, e com o seu mais novo projeto Pegasus, na categoria 13,6kg. Aquiles ficou na quarta colocação. Pegasus – o robô vitorioso da categoria peso pena – enfrentou um round de três minutos, no qual quatro robôs estiveram em disputa com o objetivo de nocautear os adversários e resistir aos ataques sofridos. A batalha ocorreu em uma arena blindada, especialmente projetada, com uma dinâmica similar à do popular UFC.

Essa edição do torneio contou com a participação de 12 equipes, 28 robôs e mais de 140 competidores de diversas instituições e universidades de todo o Brasil.

Os membros da equipe Troia compartilharam na página do Facebook a vitória alcançada durante a competição. “Este álbum define bem o que foi participar desta emocionante disputa e sair com o primeiro lugar da categoria featherweight. A Equipe agradece mais uma vez a todos os envolvidos nesta conquista”, relataram ao comunicar o final das competições, com a divulgação das fotos.

Para o coordenador do Núcleo de Eletricidade e Automação, professor Felipe Oliveira e Silva, a conquista deve ser comemorada principalmente pelo fato de a equipe possuir pouco mais de três anos de organização. “Esta competição é nacional, e seus resultados demonstram o elevado desenvolvimento técnico que tem sido gerado dentro do Núcleo de Estudo. São conquistas que contribuem para divulgação da nossa Instituição e do curso”, diz.

Os campeões foram presenteados com R$ 2.500 em vale-compras pela Submarino, varejista que organiza e patrocina o campeonato na Campus Party, além de prêmios de empresas parceiras.

A Troia dividiu o pódio com a equipe Kimauánisso, do I nstituto Mauá de Tecnologia, que também conquistou o primeiro lugar na categoria featherweight do URC, com o robô Biribinha Atômica.

A Equipe de Robótica Troia

Em meados de 2011, dez alunos do curso de Engenharia de Controle e Automação da UFLA reuniram-se com o objetivo de construir um robô de combate para participar das competições promovidas pela empresa RoboCore. O grupo foi nomeado de NemecaBotz.

Paralelamente, três alunos, também do curso de Engenharia de Controle e Automação, reuniram-se com o intuito de construir um robô para participar das competições de sumô autônomo da RoboCore. Este grupo foi nomeado de Ctrl-A, Controle, Tecnologia, Robótica e Lógica Aplicada.

Ambos levaram certo tempo para produzir o seu primeiro protótipo, pois não possuíam conhecimento técnico na área da robótica, nem mesmo estrutura física e recursos suficientes.

Os grupos só tomaram conhecimento um do outro dois meses antes da primeira competição da qual iriam participar: a Winter Challenge 2012, que ocorreu em Jaguariúna (SP).

Após o evento, ambos viram a oportunidade de unirem-se, tornando-se uma equipe mais forte. No dia 27 de junho de 2012, criaram a Equipe de Robótica Troia. Desde então ela vem projetando, desenvolvendo e construindo vários tipos de robôs, de diferentes categorias.

Atualmente a Equipe conta com membros de vários outros cursos da UFLA, como Ciência da Computação, Física e Filosofia.

Veja também