“Tinha certeza de que ia morrer”, diz Ana Hickmann em entrevista na TV

23/05/2016
Ana Hickmann e o marido Alexandre Corrêa na saída da delegacia em BH (foto: Marcos Vieira/EM/D.A.Press).

Menos de 24 horas após o atentado que sofreu no hotel Caesar Business em Belo Horizonte, Ana Hickmann deu entrevista ao programa Domingo Espetacular, da Rede Record e disse que teve certeza de que iria morrer. A apresentadora deu detalhes dos momentos de tensão sob a mira do revólver de Rodrigo Augusto de Pádua. Segundo ela, o homem realmente se comportava como se Ana o conhecesse.

A apresentadora disse que abriu a porta e o cunhado a alertou sobre o homem. No primeiro momento, Hickmann pensou que se tratava de um assalto. “Pensei que fosse um assalto, um arrastão. Eu estava esperando chegar outras pessoas atrás dele, mas de repente ele veio pra cima de mim dizendo ‘vim me acertar com você, sua vagabunda’”, contou a apresentadora.

Ana disse que a todo momento em que estava no quarto com o cunhado Gustavo Corrêa e a concunhada Giovana Oliveira, Rodrigo dizia que a apresentadora era uma mentirosa e que havia acabado com a vida dele. “Eu perguntava o que eu tinha feito por ele e se havia alguma forma de corrigir”, disse. O homem, no entanto, mencionava postagens de Hickmann nas redes sociais, dizendo que ela se lembrava dele. “Pra quem você fez aquele biquinho? Confessa pra eles o que a gente teve. O único jeito da gente sair vivo daqui é confessando”, dizia ele.

Hickmann conta que a situação se arrastou por muito tempo e que quando se virou para olhar para o agressor pela última vez, viu ele apontando o revólver na direção da cabeça dela. “Eu não sei se desmaiei na hora. Só sei que caí no colo da minha cunhada. Meu cunhado contou que ele veio com a arma apontada para a minha cabeça e que queria atirar à queima roupa”, contou.

A apresentadora acredita que a cunhada se projetou o corpo na intenção de salvá-la e por isso acabou baleada. “Eu acho que ela jogou o corpo em cima de mim, porque eu estava caída e ela me protegeu”, disse.

Logo depois, Ana viu Gustavo lutando com Rodrigo e viu Giovana correndo. “Meu cunhado só mandou a gente correr”. Hickmann diz que não percebeu que a cunhada estava ferida porque ela usava roupas pretas. Logo depois, a apresentadora foi levada para um quarto vazio no oitavo andar do hotel.

“Eu não sabia o que era pior: se era estar sob a mira do revólver ou esperando sozinha naquele quarto, esperando receber a pior notícia da minha vida”, relatou.

Bloqueado

Ana disse que hoje acabou se lembrando que havia bloqueado Rodrigo das redes sociais. “Vi várias fotos e não me lembrava dele, mas quando me mostraram uma imagem em que ele está com o braço pra cima, reconheci. Era o cara que eu tinha bloqueado depois de mostrar para meus assessores as pornografias que ele falava”, contou.

A apresentadora disse que quer ter forças para voltar a exercer sua profissão. “Eu não vou deixar de fazer minhas coisas. Vai ser uma página da minha vida que nunca vai ser apagada, mas agora a única coisa que eu rezo por Deus é que todo mundo volte pra casa bem”, concluiu.