Telhado da Igreja de Nossa Senhora do Rosário passará por manutenção e reforma

08/01/2019

O telhado da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, principal cartão postal lavrense, passará por uma manutenção e reforma nos próximos dias. O entorno do prédio foi isolado para que a obra possa ser realizada por uma empresa.

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAM), a igreja foi construída entre 1720 à 1729, onde se desenvolveu o pequeno povoado.

Com a chegada dos bandeirantes, vendo o grande crescimento do arraial, resolveram ir até o bispo de Mariana, Dom Frei Manoel da Cruz,  para entregar um documento pedindo a autorização para construir um povoado em torno da capela. Com a autorização de 18 de setembro de 1751 é concedido a licença para se edificar o povoado denominado, Campos de Sant’Ana das Lavras do Funil, o nome dedicado  padroeira do lugar.

Depois de consumado a construção da capela, Luiz Gomes de Salgado,  doador do terreno onde se construiu o templo, oficialmente fez o registro da doação em 22 de abril de 1753. O Bispo de Mariana oficializou a capela em 1754.

Em 1864 a vila se tornou município, ocasião em que o nome ‘Lavras do Funil’ foi abreviado para ser apenas ‘Lavras’. Em 1904, a população da cidade construiu uma nova igreja matriz dedicada a Sant’Ana, e a igreja primitiva passou a ser conhecida como Igreja de Nossa Senhora Rosário, nome que conserva até os dias atuais. Nos anos 1940 a igreja quase chegou a ser demolida, fato impedido pela população e pelo prof. José Luiz de Mesquita, zelador da igreja.

Você também pode gostar