Serviço de transbordo de lixo começou a funcionar em Lavras

Publicado em 28/01/2016

Começou a funcionar em Lavras nesta quarta-feira (27), o serviço de transbordo de lixo. Cerca de 60 toneladas de resíduos sólidos recolhidos na cidade diariamente serão descarregadas dos caminhões compactadores na estação instalada na BR-265, próxima à rodovia Fernão Dias, diretamente em carretas que seguirão rumo ao aterro sanitário licenciado em Alfenas, seu destino final.

A medida dá fim a um problema crônico enfrentado há vários anos pelo município, que ocasiona sérios danos ambientais, sociais, multas, ações dos órgãos ambientais e Ministério Público: o lixão, localizado às margens da BR-265, na comunidade do Itirapuã.

No início de janeiro, a Secretaria de Meio Ambiente abriu o processo de dispensa de licitação para a contratação da empresa que realizaria o serviço de transbordo no município. A decisão foi tomada em caráter de urgência, pois no dia 6 de janeiro o município foi autuado devido à utilização do lixão para fins de destinação dos resíduos. Além disso, segundo a lei 12.305, artigo 54 da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), o prazo para regularização da destinação final dos rejeitos expirou no dia 02/08/2014 para todos os municípios brasileiros.

Fechamento do lixão

Paralelamente à operação do transbordo, a Secretaria de Meio Ambiente trabalha pelo fechamento do lixão, que vem causando problemas para toda a comunidade, principalmente para os moradores de Itirapuã. O lixo invadiu a pista que dá acesso à comunidade, provocando transtornos no trânsito, no aspecto visual e ambiental da região.

Para isso, recentemente foi firmada uma parceria entre a Prefeitura e a Universidade Federal de Lavras (UFLA) para a elaboração de um projeto para a revitalização da área do lixão e a recuperação da vegetação nativa no local.

*Informações retiradas do site  da PML

Veja também