Secretaria de Educação inicia as atividades de Reforço Escolar para recuperar a aprendizagem de

Publicado em 12/05/2022

 

 

Pensando nos alunos que tiveram dificuldades no aprendizado de habilidades e competências durante o ano letivo de 2021, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) iniciou as atividades do programa de Reforço Escolar nas escolas da rede estadual de ensino. Neste ano, já são mais de 50 mil alunos matriculados nas turmas de reforço para as aulas extras de língua portuguesa e matemática.

O reforço escolar oferece um trabalho pedagógico mais individualizado, o que permite focar nas necessidades de cada aluno. “As aulas de reforço são importantes para recuperar as aprendizagens que não ocorreram ao longo do ano habitual do aluno. Então, são oferecidas para alunos do 2° ano do ensino fundamental até o 3° ano do ensino médio”, explica a coordenadora de ações de aprendizagem da SEE/MG, Tatiana Xavier. As aulas acontecem em um sexto horário ou no contraturno de escolaridade do estudante.A aluna Lalesca Ferreira Batista de Lima, de 16 anos, da Escola Estadual Prefeito Zico Paiva, em Sete Lagoas, conta que o reforço escolar a ajudou a recuperar a motivação e a aprendizagem perdidas. “Durante esses quase dois anos de pandemia, eu acabei perdendo o ânimo de estudar. E eu amava estudar. Agora, com as aulas de reforço, tenho novos motivos para estudar, fazendo com que eu retomasse de onde eu tinha parado”, disse.A ação também impacta os alunos do ensino fundamental. Miguel Corrêa, de apenas 7 anos, que está no 2º ano, na Escola Estadual Adalberto Ferraz, em Belo Horizonte, fez questão de dar o seu recado: “Eu gosto, porque as aulas de reforço estão me ajudando a aprender a ler e escrever”. O mesmo pensamento é compartilhado por Sofia Lara, de 11 anos. “Para mim está sendo muito bom ter aulas de reforço, porque estou podendo rever as matérias que eu não entendia muito bem. Com as aulas, deu para colocar a matéria em dia”, revelou.Para o ano de 2022, a SEE/MG autorizou 2.383 escolas a formar turmas de reforço escolar através de critérios analisados. “Para montar as turmas, foram analisados os resultados de aproveitamento e fluxo do ano letivo de 2021. Então, os estudantes em progressão parcial ou que passaram de ano com índices muito próximos da média, foram agrupados em uma listagem, que foi encaminhada para as 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs) do Estado, com os nomes dos estudantes que necessitam de alguma intervenção mais individualizada”, revela a Tatiana Xavier.Novas entradas de Reforço EscolarA SEE/MG oferecerá ainda mais duas entradas para o programa neste ano. “As aulas de reforço já foram implantadas nas escolas autorizadas e devemos abrir, pelo menos, mais duas chamadas ainda neste ano para recuperação das aprendizagens”, concluiu a coordenadora de ações de aprendizagem da SEE/MG, Tatiana Gariglio Clark Xavier. A formação das novas turmas também terá como parâmetros os resultados da Avaliação Diagnóstica, realizada em março deste ano, e das demais avaliações formativas previstas na rede estadualO Reforço Escolar é uma estratégia implementada pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) para consolidar habilidades que o estudante, porventura, não consolidou no ano de escolaridade. Somente no ano passado, mais de 90 mil alunos participaram do Reforço Escolar e tiveram a oportunidade de recuperar a aprendizagem. Dados mostram que os jovens selecionados e que participaram das atividades de Reforço, no ano passado, tiveram um maior aproveitamento em Língua Portuguesa e Matemática em relação àqueles que poderiam estar no Reforço, mas optaram por não participar.

Veja também