Secretaria da Mulher manifesta seu repúdio contra os adesivos de carro com imagem da Presidenta

Publicado em 03/07/2015
Presidenta Dilma Rousseff é alvo de protesto que isncita a violência sexual.Foto:Roberto Stuckert Filho/ Fotos Públicas)
Presidenta Dilma Rousseff é alvo de protesto que isncita a violência sexual.Foto:Roberto Stuckert Filho/ Fotos Públicas)

Presidenta Dilma Rousseff é alvo de protesto com mensagem sexista.  Foto:Roberto Stuckert Filho/ Fotos Públicas)

A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados manifesta seu repúdio contra os adesivos de carro com mensagem sexista e uso totalmente inadequado da imagem da Presidente da República, Dilma Rousseff. Além da Secretaria da Mulher, diversas entidades de defesa das mulheres se manifestaram contra a imagem. O adesivo era vendido em sites pela internet, deputadas cobram punição aos responsáveis.Confira na íntegra a nota.

NOTA DE REPÚDIO

A Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados manifesta seu repúdio contra os adesivos de carro com mensagem sexista e uso totalmente inadequado da imagem da Presidente da República, Dilma Rousseff.

Os referidos adesivos, comercializados em sites de vendas pela internet, tinham a intenção de protestar contra o aumento dos preços dos combustíveis, mas ultrapassaram todos os limites da liberdade de expressão regulados em lei. Eles foram confeccionados a partir de uma montagem, com o rosto da presidente Dilma Rousseff e o corpo de uma mulher com as pernas abertas, para ser colado na entrada dos tanques de combustíveis.

Dessa forma, os adesivos, passam a ideia de que a bomba de combustível estaria penetrando sexualmente a figura falsa da presidente. Tal fato constitui verdadeiro crime de Violência contra às Mulheres. E mais grave ainda, o uso desrespeitoso, descabido e impróprio da imagem da nossa Presidente da República constitui verdadeiro atentado à Constituição Brasileira que garante como um de seus princípios fundamentais, a dignidade da pessoa humana.

A circulação destes adesivos em veículos nas cidades brasileiras e destas imagens nas mídias eletrônicas é uma afronta e um ato discriminatório contra todas as mulheres brasileiras.

Dessa forma a Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados manifesta sua solidariedade à Presidente Dilma Rousseff, solicitando às autoridades competentes que retirem de circulação todos esses adesivos como também proíbam a veiculação dessas imagens nas mídias.

Pedimos, ainda, a responsabilização civil e penal de todos os envolvidos na fabricação, distribuição e comercialização deste material bem como na divulgação das imagens nos meios eletrônicos.

Deputada ELCIONE BARBALHO
Procuradora da Mulher

Deputada DÂMINA PEREIRA
Coordenadora dos Direitos da Mulher

 

Fonte:  Secretaria da Mulher- Câmara dos Deputados

Veja também