Projeto ferroviário pretende unir transporte de passageiros e cargas em Lavras

20/11/2020
A locomotiva do Circuito Ferroviário Vale Verde (CFVV) (Foto: Circuito Ferroviário Vale Verde (CFVV))

 

Um projeto ferroviário pretende reativar que liga Lavras a cidade de Cruzeiro (SP), tendo por base a implantação de trens de cargas e passageiros.

A proposta é analisada pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), o Circuito Ferroviário Vale Verde (CVV) e o Porto Seco Sul de Minas. A empreitada inclui também a reativação do trem de passageiros.

Segundo o presidente da CVV, César Mori, o trecho serviria para o transporte de carga e passageiros entre Lavras e Cruzeiro (SP). Ele afirmou que o Porto Seco poderá custear grande parte do projeto, sendo que o Exército Brasileiro seria encarregado da reforma do trecho.

O projeto, segundo ele, é acompanhado pela Secretária de Infraestrutura de Minas Gerais, a Comissão Pró-Ferrovia da ALMG e o Ministério Público Federal.

 Veja alguns dos principais prontos da proposta:

*        Retomar o transporte ferroviário para cargas, passageiros e turístico entre os municípios de Varginha-MG, Cruzeiro-SP, Lavras-MG e demais municípios situados no trajeto.

*          Refazer os trechos abandonados entre Três Corações e Cruzeiro, integrando aos trechos já revitalizados pela ABPF – Sul de Minas (revitalizar cerca de 120 km). Objetivo é viabilizar o acesso equidistante aos portos de Santos, Rio e Sepetiba.

*          Revitalizar a linha sob concessão da VLI entre Lavras e Varginha, cerca de 130km, para viabilizar o transporte de carga entre o Triângulo Mineiro, Campo das Vertentes e Sul de Minas.

*          A região possui fluxo diário no deslocamento de passageiros entre os municípios, principalmente estudantes e pessoas que trabalham em cidades vizinhas;

*          Varginha é cidade polo e possui vários órgãos públicos muito procurados pelas pessoas da região. Além disso, concentra também várias universidades, centros de tratamento médico, serviços públicos federais e estaduais;

*          Permite a viagem para as capitais de São Paulo e Rio;

*          Estradas da região são perigosas, o trem reduziria a taxa de acidentes e o número de vítimas por ser mais seguro.