A hora e a vez do “Pescoçinho de Tilápia” do bar Vô Vico em Lavras

Publicado em 23/06/2015

 

20150618_201922 - Cópia

Delicioso. Irresistível. Todos os esses adjetivos casam bem com o prato do momento: o “Pescoçinho de Tilápia” (foto).  O prato típico da região do Alto São Francisco em Minas Gerais chegou recentemente em Lavras, mas já virou uma verdadeira paixão municipal.

A iguaria faz parte do cardápio do Bar Vô Vico, criado pelo empresário e cozinheiro tarimbado Edson Teixeira das Chagas Junior, mineiro viajador, que rodou o país, mas escolheu a terra dos Ipês e das Escolas para sua morada.

Ele explica que o prato de nome jocoso, mas virou marca registrada da culinária do Estado. A carne é retirada da parte onde fica localizada onde prende as guelras do peixe. “Esse produto não existia, pois era aproveitado somente o filé da tilápia. Foi quando descobriram o ‘Pescoçinho da Tilápia’, que antes era descartado, e a população descobriu que era gostoso demais”, disse.

Bastante suculenta, tenra e de sabor inigualável, a carne, que traz um tempero especial de Edson das Chagas, tem o formato de pequena uma coxinha de frango. O empresário revelou que o crescimento da procura pelo produto em Lavras aumentou as porções compradas por ele em um frigorifico de Morada Nova de Minas. Tudo para atender a demanda.

O prato também é rico em ômega três – gordura saudável recomendada por especialistas na área de saúde, e cai bem com sucos, cervejas e até mesmo aperitivos. Edson das Chagas conta que pretende implantar a venda do produto na cidade de outras maneiras em breve.

O bar Vô Vico (antigo bar do Alaor) também oferece caldos, pizzas, sanduíches e porções variadas, sempre a partir das 17h todos os dias da semana.

Veja também