Professores da UFLA entram em Greve por tempo indeterminado

10/07/2015

imagem2-635x382

 

Os professores da Universidade Federal de Lavras (UFLA), decidiram nesta sexta-feira (10) aderir à greve das Instituições de Ensino Superior.

Em um comunicado à imprensa no início da tarde, a Associação dos Docentes da UFLA (ADUFLA), informa que o  comando Local de Greve dos professores da universidade foi instalado hoje  e  que os mesmos estão em greve por tempo indeterminado.

Entre as reivindicações estão: a Defesa da Universidade pública;  Melhoria das condições de trabalho;  Valorização salarial de ativos e aposentados; Reestruturação da carreira e  Repúdio contra os cortes nas verbas para a educação.

“A Instituição Federal de Ensino Público está ameaçada, nossa tarefa é defendê-la”, ainda diz a nota.

Além da UFLA, a  Universidade Federal de Ouro Preto  e Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM),já aderiram à greve em  Minas.Em todo o país, docentes de 40 universidades já aderiram ao movimento.

Greve dos Servidores

Desde  Maio, os servidores da Ufla aderiram a greve, entre as reivindicações estão  reajuste salarial, reestruturação da carreira e aumento de investimentos nas insituições federais de ensino.

A greve dos servidores  atinge 65 universidades e instituições federais, segundo a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra).