Professor da Ufla será treinador-chefe de Campeonato Mundial na Colômbia

12/07/2015

5

Com uma trajetória de demasiadas conquistas, pela primeira vez o professor de Educação Física da Universidade Federal de Lavras (DEF/UFLA) Fernando de Oliveira será treinador-chefe em um Campeonato Mundial a convite da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Essa significativa oportunidade será na Colômbia, entre os dias 15 e 19 de julho, no Campeonato Juvenil Cali 2015 – evento bienal organizado pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF).

“É uma conquista que me enche de orgulho, pois tive que me reinventar quando vim para a UFLA. Por problemas de saúde de meu filho, Pedro de Oliveira, deixei laboratórios, cargos de reitoria em Florianópolis. Essa reconstrução foi difícil, demorada, mas prazerosa”, conta Fernando.

Fernando leciona na UFLA desde 2006. Além das aulas ministradas e das pesquisas realizadas, ele também passou a ser o coordenador do Cria Lavras em 2008, projeto que lhe motiva todos os dias. “Estamos com um grupo muito forte e acredito que evoluímos muito na categoria”, comenta o professor e técnico.

Com uma vasta experiência na área de Avaliação Funcional e Treinamento Desportivo, ênfase em Fisiologia do Exercício, o professor Fernando atua na UFLA principalmente com avaliação aeróbia e anaeróbia, testes de campo e atletismo.

Ele é graduado em Educação Física pela Universidade de Santo Amaro (1989), possui especialização em Ciências do Esporte pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado em Educação Física – subárea Biociências da Atividade Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995) e Doutorado em Atividade Física e Esporte pela Universidad del Pais Vasco (2004), com estágios de pesquisa no Centro deAlt Rendiment de Sant Cugat del Valles (Barcelona), INEFCatalunya de Barcelona e Centro de Medicina AXOLA de San Sebastián (País Vasco).

Além disso, possui cerca de 80 artigos publicados em periódicos e contribui para a formação complementar de estudantes de graduação e pós-graduação.

Texto: Camila Caetano – jornalista, bolsista/UFLA