Presidente do Peru assina decreto que classifica transexualidade como “doença mental”

A presidente do Peru, Dina Boluarte, assinou um decreto que classifica homens e mulheres trans como portadores de “doenças mentais”. A norma contraria a decisão da Organização Mundial da Saúde (OMS), que desde 2019 retirou a classificação da transexualidade como transtorno mental.

O Ministério da Saúde peruano justifica que a medida facilitará o acesso de homens e mulheres trans a tratamento psicológico gratuito. Já ativistas LGBTQIAP+ afirmam que o decreto é discriminatório e pode abrir espaço para as chamadas terapias de conversão — muito contestadas por grupos de direitos humanos.

Fonte: Band

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest