Prefeitura estuda colocar sinalização especial para auxiliar pacientes no centro de Lavras

Publicado em 22/02/2016
Trecho da rua Misseno de Pádua: idosos e pacientes desrespeitados por motoristas em frente ao edifício das clínicas.

A Secretária de Defesa Social e Trânsito estuda fazer modificações na sinalização de uma faixa de pedestres que se encontra em frente ao edifício das clínicas, na rua Misseno de Pádua, 352, no centro de Lavras, depois de várias reclamações de pedestres que utilizam o trecho.

Reportagem publicada em dezembro passado pelo Lavras 24 Horas mostrou com exclusividade as dificuldades enfrentadas por pacientes e usuários que buscam atendimento naquele centro de atendimento de especialidades médicas diariamente. Cadeirantes, idosos debilitados precisam travar uma batalha com os motoristas, que não respeitam a faixa de pedestre existente no local, para cruzar a rua Misseno de Pádua.

O responsável interino da pasta, o ex-prefeito João Batista Soares da Silva, afirmou que há estudos para que faixa elevada (quebra-molas) existente entre a Travessa Costa Pinto e rua Misseno de Pádua seja transferida para a entrada do edifício das clínicas.

Mesmo com uma vaga para idosos em frente ao edifício, muitos usuários que trazem pacientes optam por parar seus veículos na frente do prédio, o que tem dificultado o fluxo de veículos no local. Funcionários e médicos que trabalham no edifício das clínicas já reclamaram do problema.

João Batista informou que haverá possibilidade também da instalação de um semáforo manual que poderá ser acionado manualmente pelos usuários, mas isso dependerá os custos da obra que serão definidos por uma análise orçamentária.

O vereador Marcos Possato comemorou a decisão Secretária de Defesa Social e Trânsito, já que havia reclamado no plenário da Câmara Municipal sobre a situação desconfortável enfrentada pelos pedestres na rua Misseno de Pádua, e encaminhado requerimento ao prefeito Silas Costa Pereira sobre o problema.

Possato e João Batista se encontram essa semana para discutir a proposta. O vereador comemorou a decisão da prefeitura. “É muito bom poder estar colaborando com a segurança e o bem estar dos pedestres da cidade”, disse.

Veja também