Prefeitura adquire pulverizadores para prevenir a doença de Chagas e combater os carrapatos

Publicado em 02/07/2015

4

A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância em Saúde, recebeu nesta segunda-feira (27/06), os quatro novos pulverizadores de 20 litros adquiridos pela Prefeitura, para prevenir a proliferação do triatomíneo (barbeiro), transmissor da doença de Chagas e combater os carrapatos, que podem causar a febre maculosa.

O aparecimento dos insetos é comunicado à Vigilância em Saúde por meio do Programa de Informação de Triatomíneo (PIT), que está em ação desde o dia 6 de junho. Os agentes das unidades do Programa de Saúde da Família (PSF`s) que identificam a possibilidade de presença dos insetos, informam ao setor. A Vigilância encaminha o agente de endemia Cristiano Vitor Claudino para fazer a vistoria do local e borrifar o inseticida na região.

O trabalho preventivo também é realizado por meio de denúncias dos moradores e da busca ativa, feita na zona rural pelo agente de endemia responsável pelo trabalho. Na zona urbana não há registro do aparecimento do triatomíneo.

A doença de Chagas é causada pelo protozoário parasita Trypanosoma cruzi que é transmitido pelas fezes de um inseto triatomíneo, conhecido como barbeiro. O inseto é de hábitos noturnos e vive nas frestas das casas de pau-a-pique, ninhos de pássaros, tocas de animais, casca de troncos de árvores e embaixo de pedras.

A doença não é transmitida ao ser humano diretamente pela picada do inseto, que se infecta com o parasita quando suga o sangue de um animal contaminado (gambás ou pequenos roedores). A transmissão ocorre quando a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou. A transmissão pode também ocorrer por transfusão de sangue contaminado e durante a gravidez, da mãe para filho.

Os sintomas são febre; mal-estar; inflamação e dor nos gânglios; vermelhidão; inchaço nos olhos (sinal de Romanã); aumento do fígado e do baço. Com frequência, a febre desaparece depois de alguns dias e a pessoa não se dá conta do que lhe aconteceu, embora o parasita já esteja alojado em alguns órgãos.

Como nem sempre os sintomas são perceptíveis, o indivíduo pode saber que tem a doença, 20, 30 anos depois de ter sido infectado, ao fazer um exame de sangue de rotina. Meningite e encefalite são complicações graves da doença de Chagas na fase aguda, mas são raros os casos de morte.

A febre maculosa é uma doença transmitida pelo carrapato-estrela. Esse inseto pode ser encontrado em animais de grande porte (bois e vacas); cães; aves domésticas e roedores.

Para haver transmissão da doença, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas. Os mais jovens e de menor tamanho são vetores mais perigosos, porque são mais difíceis de serem vistos.

A doença começa abruptamente com um conjunto de sintomas semelhantes aos de outras infecções: febre alta; dor no corpo; dor da cabeça; inapetência; desânimo. Depois, aparecem pequenas manchas avermelhadas, que crescem e tornam-se salientes.

Veja também