Pesquisa em MG: Bolsonaro lidera, seguido por Moro e Lula

23/02/2021
O presidente Jair Bolsonaro durante pronunciamento sobre preço dos combustíveis e a política de reajustes adotada pela Petrobras.

 

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lidera a corrida eleitoral para 2022 nos dois cenários projetados pelo Instituto Paraná Pesquisas. Dados colhidos pelo levantamento, feito com eleitores de Minas Gerais, mostram que o atual chefe do Executivo tem 35,6% das intenções de voto em disputa sem Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A eventual participação do ex-presidente, contudo, faz com que o percentual de Bolsonaro caia para 34,8%.

Sergio Moro, ex-ministro da Justiça, e Luciano Huck, apresentador da Rede Globo, são dois nomes que aparecem no pelotão de frente em ambos os cenários. Entre eles, está Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na disputa presidencial de 2018.

No primeiro cenário, sem Lula, em que Bolsonaro tem mais de 35%, o vice-líder é Moro, com 11%. Depois, aparecem Ciro (9,5%) e Fernando Haddad, do PT (8,4%). Huck soma 7,6%, enquanto o governador paulista João Doria (PSDB), foi escolhido por 4,7%.

Há, ainda, 3,7% de menções a João Amoêdo (Novo) e 1,7% a Guilherme Boulos (Psol). Nesse cenário, 13,2% optaram por não escolher os candidatos listados ou manifestaram o desejo de votar em branco ou nulo. Houve, ainda, 4,5% que não souberam opinar ou não responderam ao questionamento.

Liderança continua em cenário com Lula

Embora esteja judicialmente impedido de concorrer, Lula tem 17,1% no segundo cenário da pesquisa. Nele, Bolsonaro continua na dianteira, mas com 34,8%. Moro tem 10%; Ciro, 7,3%.

Depois, vêm Huck (6,1%), Doria (4,3%), Amoêdo (3,6%) e Boulos (1,5%). Com esses postulantes, 11,6% dos entrevistados disseram, neste momento, optar pelo voto nulo ou branco. Outros 3,7% não emitiram opinião.

O levantamento foi feito pelo método estimulado. Os nomes de eventuais candidatos foram apresentados aos participantes pelos entrevistadores.

GOVERNO APROVADO POR 52% DOS MINEIROS

A gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é aprovada por 51,7% dos mineiros. É o que também mostra o levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas. O governo não tem o aval de 43,8% dos entrevistados, e 4,5% não responderam ao questionamento.

Foram feitas duas indagações aos entrevistados. A pergunta se o governo está aprovado — ou não. A outra está relacionada aos níveis de contentamento com os atos do presidente. A administração é tida como péssima por 23,6% dos participantes da pesquisa. Avaliações ruins são 11,5%. Há, ainda, 23,2% que enxergam o governo como bom; outros 16,3% classificam como ótimo.

Avaliações regulares são 24,4%. Menos de 1% não opinou.

Homens são maioria na base de apoio

Na pergunta sobre a aprovação do governo, os homens são maioria no grupo dos que aprovam a atual gestão. A resposta positiva foi dada por 60,7% deles. No que tange às mulheres, o percentual diminui para 43,5%.

Quanto à escolaridade, a maior aprovação de Bolsonaro está entre os que estudaram até o Ensino Médio: 54,8%, ante 50,6% dos que pararam no Ensino Fundamental e 48,7% dos que foram até a graduação.

A pesquisa

Para dar forma ao levantamento, o Paraná Pesquisas entrevistou 1.638 eleitores. As conversas foram mantidas por telefone. O nível de confiança é de 95%. A margem de erro é de 2,5%.

 

Fonte: Guilherme Peixoto/ Portal Uai