PCMG intercepta carga de eletrônicos sem nota fiscal no Sul de Minas

28/06/2020

 

 

Um caminhão baú originário da Paraíba, carregado de equipamentos eletrônicos com suspeita de falsificação e sem registro fiscal, foi interceptado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), na rodovia BR-265, altura do município de Boa Esperança, no Sul do estado, na tarde de quarta-feira (24). Simultaneamente, nove ambulantes daquele estado foram abordados pela PCMG na cidade de Três Pontas (MG), portando material compatível com a carga identificada.

Foram apreendidos cerca de 850 equipamentos, preliminarmente avaliados em R$ 50 mil. Entre os itens estão 132 aparelhos celulares, 255 carregadores portáteis, 382 caixas de som e 56 lanternas. Houve, ainda, apreensão de R$ 4,2 mil em espécie, uma máquina de cartão e anotações referentes a movimentação dos produtos. O motorista e responsável pela carga foi preso em flagrante pelo crime de receptação.

Os ambulantes foram ouvidos na Delegacia de Polícia e liberados. A fiscalização de Posturas da Prefeitura de Três Pontas acompanhou a abordagem e os autuou administrativamente, conforme legislação municipal. Já o material recolhido será encaminhado ao Depósito da Receita Federal, em Poços de Caldas, para indicação de procedência e origem. Inicialmente, supõe-se tratar de produto originário do Paraguai.

De acordo com as informações levantadas pela PCMG, a suspeita é que as pessoas abordadas na intervenção policial integram uma grande rede criminosa de aquisição e venda de objetos contrafeitos, com sede na Paraíba, que se vale e mantém os vendedores ambulantes em condições até mesmo degradantes de trabalho. A investigação prossegue pela Polícia Civil, podendo ser repassada a outros órgãos competentes a depender dos resultados.