Marcada por bate-boca, reunião da Câmara Municipal discute eleição da Mesa Diretora  

Publicado em 01/12/2015

 

A Câmara Municipal de Lavras decidirá como será composta a sua nova Mesa Diretora somente no próximo dia 7, depois que a eleição precisou ser novamente adiada na noite de ontem em razão do imbróglio envolvendo a discussão evolvendo a interpretação da Lei Orgânica do Município (LOM) em contraponto ao Regimento Interno do Legislativo. A reunião ordinária foi marcada por intensa discussão entre os vereadores.

Na semana passada, o vereador Leandro Lazzarini Moretti contestou a realização do pleito, tendo como justificativa que a eleição seja realizada a cada dois anos, como determina Lei Orgânica do Município, e não a cada dois anos, como estabelece Regimento Interno, que foi aprovado no final de 2012.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Dr. Cleber Pevidor,  acatou os argumentos do vereador. A iniciativa recebeu o apoio da Assessoria Jurídica da Câmara Municipal, que divulgou um parecer favorável em que suspendia a realização da eleição, visto que, em casos como esse, o que prevalece é a Lei Orgânica do Município, que é hierarquicamente superior ao Regimento Interno da Câmara.

Durante a reunião de ontem, os vereadores aprovaram um requerimento para discutir a questão. Por enquanto, quatro vereadores são contra a realização de uma nova eleição: José Márcio de Faria, Leandro Lazzarini Moretti, Zé Bento da Ambulância e Dr. Cleber Pevidor.

Os outros treze vereadores (Marcos Possato, Anderson Garçon, Carlão da Saúde, João Paulo Felizardo, Chapisco, José Henrique, Dr. Sebastião, Alisson Dentista, Luciano Tilili, Sô Zé, Edmar do Paiol, Daniel Costa e Lila) se mostram contra a proposta, por entenderem que seria uma atitude “unilateral” do presidente do Legislativo.

Veja também