Lavrense vai administrar aeroportos de São Paulo

09/01/2019

Nascido em Lavras, Antônio Claret de Oliveira vai presidir o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) a partir de 21 de janeiro.

Claret assumiu o comando da Infraero no governo de Michel Temer (MDB) em 2016, por indicação do ex-deputado Valdemar Costa Neto, cacique do PR. Ele renunciou ao cargo em dezembro do ano passado, após saber que não seria mantido na equipe do Governo Federal pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A equipe do governador de São Paulo, João Doria (PSDB) informou que o convite a Claret foi motivado pelos “excelentes resultados conquistados pelo executivo à frente da Infraero nos últimos dois anos”. 

Ainda de acordo com Doria, no período a estatal que administra aeroportos federais foi modernizada e “converteu o resultado operacional de R$ 220 milhões negativos em 2015 para R$ 505 milhões positivos em 2017”.
Antônio Claret é membro do Comitê Regional-Board of Directors da ACI, entidade representativa dos interesses coletivos dos aeroportos no mundo. Também atuou como conselheiro do Aeroporto de Viracopos, em Campinas. Ele se formou em engenharia pela Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Polêmica

A Coluna do Estadão, publicação do jornal O Estado de S. Paulo, revelou em fevereiro do ano passado que Antônio Claret fez 57 viagens para Belo Horizonte, cidade onde reside, e também pediu reembolso para compra de assento conforto em voos nacionais, que garante poltronas mais espaçosas e confortáveis, bebidas alcoólicas, viagens com familiares e voos internacionais em classe executiva.

Em nota enviada a Coluna do Estadão, naquela época, a Infraero informou que Claret ressarciu o custo de todas as passagens relativas às viagens particulares com destino a Belo Horizonte, assim como compra de assento conforto.

O órgão

O Daesp é vinculado à Secretaria de Logística e Transportes do Estado de São Paulo e é responsável pela administração de 26 aeroportos estaduais paulistas. O departamento também colabora com os órgãos competentes da União no que se refere à aplicação da política aeronáutica nacional no Estado de São Paulo.

Você também pode gostar