Jovens que morreram em acidente de ônibus serão enterrados na região

19/05/2019

 

As três pessoas que morreram no acidente com o ônibus que levava jovens para uma festa no interior de São Paulo, na tarde de sábado (19), serão enterradas no Sul de Minas. O ônibus, que saiu de Três Corações (MG), levava 44 passageiros de cidades mineiras para uma festa em Itirapina (SP). Na estrada de Vargem Grande do Sul (SP), o motorista teria perdido o controle e o veículo caiu em uma ribanceira.

Os três jovens morreram no local do acidente. As vítimas foram identificadas como Vanessa Cristina dos Santos, de 20 anos, que era de Alfenas (MG); Cinthia Ribeiro, de 22, de Três Corações (MG); Stefan Silveira Rodrigues, de 21 anos, de Varginha (MG). Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de São João da Boa Vista (IML) e liberados na manhã de domingo (19).

O corpo de Vanessa é velado no velório municipal de Alfenas, a partir das 13h e o enterro está marcado para as 17h, no cemitério da cidade. Stefan é velado no Cemitério Campal e o enterro está marcado também para as 17h. O corpo de Cinthia foi levado para Três Corações e ainda não há informações sobre o local de enterro.

Nas redes sociais, Cinthia havia postado informações sobre a excursão, que saiu de Três Corações e passou por cidades vizinhas.

Feridos

Segundo hospitais do interior de São Paulo, dezenas de pessoas ficaram feridas. Pelo menos 34 passageiros foram atendidos na Santa Casa de Misericórdia de Vargem Grande do Sul. Segundo o hospital, alguns foram liberados ao longo da madrugada.

Na Santa Casa de São João da Boa Vista, duas irmãs de Alfenas foram internadas na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Outro jovem, que ainda não foi identificado, também está na UTI.

A Santa Casa de São José do Rio Pardo informou que também recebeu vítimas do acidente, mas não informou quantas foram atendidas, nem o estado de saúde.

Um estudante que sobreviveu ao acidente contou que o ônibus ganhou velocidade antes de sair da pista. “Não sei o que aconteceu, não lembro, devo ter desacordado por questão de segundos, só lembro de sair pela saída de emergência”, disse Rafael Francisco de Abreu dos Santos.

Algumas vítimas ficaram presas às ferragens e foram socorridas para hospitais do interior de São Paulo. A polícia não deu informações sobre o ônibus, que era fretado, nem sobre o motorista. As causas do acidente serão investigadas.

Fonte: G1

Você também pode gostar