Fundação Hemominas reforça: doar sangue deve se tornar um hábito

03/02/2019
Renato Cobucci/Imprensa MG

O ato de doar sangue requer responsabilidade, compromisso e solidariedade. A população de Minas Gerais sempre se mostrou sensível à necessidade de manutenção dos estoques de sangue da Fundação Hemominas.

Os cidadãos vêm comparecendo às unidades sempre que convocados para a doação, como foi o caso de Brumadinho. No último sábado (26/1), foi realizada uma força tarefa em todas as 25 unidades da Hemominas que deixou estável todos os tipos sanguíneos, incluindo ‘O’ negativo. As reservas nos 25 hemocentros de Minas Gerais estão estáveis com 40% do estoque.

Essa ação altruísta é importante em casos de catástrofes, quando a necessidade de sangue aumenta. Contudo, as doações também são importantes durante todo o ano, uma vez que a Hemominas precisa atender as demandas de transfusão vindas dos hospitais. Depois de realizada a doação, o sangue é separado em componentes de modo que cada paciente recebe o que necessita, como hemácias, plaquetas e plasma.

A armazenagem de cada parte do sangue exige uma forma específica e tem um período de duração. Por exemplo, as plaquetas duram de três até, no máximo, cinco dias. Já as hemácias de 35 a 42 dias, conforme explica a assessora da Gerência de Captação e Cadastro da Fundação Hemominas, Heloísa Gontijo. “Uma redução nas doações afeta rapidamente o estoque de plaquetas necessárias a pacientes com distúrbios de coagulação”, esclarece.

Em períodos de férias escolares e véspera de feriados, há uma diminuição na apresentação dos doadores aos hemocentros. Segundo estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS), a média necessária para suprir a demanda de sangue já vem sendo abaixo da média. “A OMS preconiza que 3% a 5% da população seja doadora de sangue, porém, em Minas Gerais, temos cerca de 2% da população cadastrada em nossos bancos. Por isso, precisamos que esses doadores se fidelizem e doem sangue periodicamente”, afirma Heloisa Gontijo.

Para doar sangue

Para efetuar uma doação de sangue, o candidato pode agendar o comparecimento pelo site www.hemominas.mg.gov.br., pelo aplicativo MG app ou pelo telefone 155 – digitando a opção 1 (ligação gratuita). Isso traz mais agilidade ao atendimento, o que diminui o tempo de espera para cada doação. Caso não possa comparecer no horário agendado, o doador deve para que o horário seja utilizado por outra pessoa.

Na oportunidade da doação, o cidadão deve apresentar documento original oficial com foto, filiação e assinatura. Os requisitos para doação devem atender aos critérios: ter entre 16 e 69 anos, peso acima dos 50 kg, estar em condições plenas de saúde, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24h e estar alimentado. Todas as condições, critérios e restrições podem ser consultados na página da Hemominas.

São retirados aproximadamente 450 ml de sangue, em poucos minutos; volume que, além de não causar males ao doador, contribui para salvar até quatro vidas.

O candidato pode acessar o site também para conferir o horário de atendimento das unidades.

MG app

Outra forma de agendar a doação de sangue é pelo aplicativo MG app, desenvolvido pelo Governo do Estado de Minas Gerais. Para acessar a nova função, é preciso entrar no aplicativo MG App e, em seguida, acessar o menu no canto superior esquerdo (três listras horizontais). A seguir, marcar a opção “Agendamento de Serviços” e, então, pressionar “Agendar Serviços”.

Na nova lista de opções, procurar por “Doação de sangue” e selecionar. O próximo passo é definir o município, clicar em “avançar” e, por fim, definir o melhor dia e horário para o agendamento na unidade escolhida.

 

*Agência Minas

Você também pode gostar