Funcionários do Presídio de Lavras realizaram paralisação nesse final de semana   

12/06/2016

 

 

Agentes penitenciários das unidades prisionais de Minas Gerais não receberão visitas neste sábado, dia 11, por conta da greve da categoria. O Presídio de Lavras (foto)aderiu a paralisação.

 

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp) de Minas Gerais (SINDASP-MG), a categoria cobra a aprovação lei orgânica do sistema prisional, o abono fardamento, e reclama do atraso do cronograma do curso de formação de 2013, entre outras reivindicações. Os agentes também denunciam a superlotação do sistema prisional, assim como más condições do encarceramento dos presos e trabalho dos agentes.

 

A greve dos agentes penitenciários aconteceu mesmo depois que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) concedeu liminar ao Governo do Estado e fixou multa de R$ 100 mil por dia de paralisação. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que está intervindo nas cadeias que as famílias estão sendo proibidas de entrar.

 

A posição do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp) diferiu da Seds. A categoria informou que a paralisação atingiu 70% das unidades. No entanto, após receber uma notificação da Justiça com um valor de multa de R$ 500 mil, por dia, caso não encerrassem a greve, a categoria dos agentes penitenciários de Minas Gerais optou por voltar aos trabalhos na noite deste sábado (11).