Equipe de gestão realiza visita técnica às obras do câmpus de São Sebastião do Paraíso

19/07/2021

 

 

Na sexta-feira (16/7), membros da equipe de gestão da Universidade Federal de Lavras (UFLA) fizeram uma visita técnica às obras do câmpus de São Sebastião de Paraíso, acompanhados por autoridades do município e da região.

O projeto do novo câmpus prevê nove estruturas; cinco delas já estão concluídas: o pavilhão de aulas, o prédio da Incubadora, o prédio de Laboratórios, o prédio de Logística, e o campo de futebol e a quadra. A obra da biblioteca encontra-se em andamento e outras três – anfiteatro, centro de convivência e prédio das Engenharias – aguardam a licitação do remanescente das obras abandonadas por uma empreiteira que perdeu a capacidade financeira.

O reitor da UFLA, professor João Chrysostomo de Resende Júnior, afirmou que as estruturas existentes possibilitam o início da oferta acadêmica, mas também ressaltou que o Conselho Universitário (CUNI) deliberou que o início do programa acadêmico só pode ocorrer com a viabilização de outros aspectos, como a contratação do corpo docente.

No dia 7/7, a gestão da UFLA organizou uma reunião para tratar dessa e de outras demandas.  Na ocasião, o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/MEC), Wagner Vilas Boas, comprometeu-se com a incorporação da totalidade das 66 vagas de professores ao quadro da UFLA no prazo de um mês. Também esteve em pauta nessa reunião a alteração da Lei Municipal 4.789, de 2018, que dispõe sobre a cessão da área doada para a Universidade mediante efetivo funcionamento dos cursos, o que foi comprometido em função de problemas técnicos com uma das construtoras e com a pandemia.

“Se houver segurança jurídica, principalmente em relação às vagas de docentes, nosso compromisso é que, no primeiro semestre de 2022, já iniciem as aulas”, afirmou o reitor. A previsão é que a oferta acadêmica inicie com o bacharelado interdisciplinar em Inovação, Ciência e Tecnologia, com duração de 3 anos.


Projeto pedagógico

O pró-reitor de Graduação, professor Ronei Ximenes Martins, explica que o projeto pedagógico do novo câmpus é inovador. “O mote do novo câmpus é a inovação. Durante o bacharelado interdisciplinar, os estudantes poderão desenvolver seus projetos na incubadora e sair como empreendedores, para dar suporte a empresas da região e desenvolver novas tecnologias.”

Ao concluir o bacharelado, eles terão ainda a oportunidade de uma nova formação, obtendo, com mais dois anos de estudo, também o título de engenheiro nos cursos de Engenharia da UFLA, tanto nos oferecidos no câmpus de Lavras quanto nos que futuramente serão ofertados em São Sebastião do Paraíso. Por fim, também poderão cursar o mestrado profissional em Tecnologias para a Agroindústria, previsto para ser ofertado em Paraíso. “Ou seja, se conseguir traçar um planejamento nesse sentido, o estudante poderá ter três títulos no prazo de cinco anos”, afirma.

Além do bacharelado interdisciplinar e do mestrado profissional, está prevista a oferta dos cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia de Software e Engenharia de Produção em São Sebastião do Paraíso.

O município foi considerado estratégico para a instalação do novo câmpus. A cidade está inserida em uma microrregião formada por 14 municípios que, juntos, somam 281 mil habitantes. Em um raio de 150 km da cidade, no estado de Minas Gerais, não há universidades federais instaladas. Além disso, as instituições públicas e privadas de ensino superior presentes na região ofertam menos de 13% das vagas na área de atuação escolhida pela UFLA. A região também se destaca pela proximidade com cidades do interior do estado de São Paulo com forte expansão e desenvolvimento, bem como pela ênfase da economia no agronegócio, área de atuação em que a UFLA possui experiência e tradição em ensino, pesquisa e extensão.

Sobre a visita

Além do reitor e do pró-reitor de Graduação, a comitiva da UFLA foi formada pelo vice-reitor, professor Valter Carvalho de Andrade Juníor; pela chefe de gabinete, Cinthia Divino Bustamante Murad; pelo diretor do câmpus Paraíso, Fernando Ferrari, bem como por outros pró-reitores e assessores da gestão.

Acompanharam a visita o vice-presidente da Assembleia Legislativa de MG, Antônio Carlos Arantes; o presidente do Sebrae, Carlos Melles; o prefeito de São Sebastião do Paraíso, Marcelo Morais; o presidente da Câmara de Vereadores, Lisandro Monteiro, além de outros vereadores do município.