Detentos da Apac de Campo Belo fazem reparos e pintura em escola municipal

30/01/2019
Foto: G1

Os detentos da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Campo Belo (MG) trabalham na reforma de uma escola municipal. Atualmente, 10 detentos trabalham com pintura e a manutenção – nove do regime fechado e um do regime aberto.

A Escola Municipal Vereador José Alvarenga foi a escolhida para aplicação do projeto após um pedido da diretora. Por falta de verbas, o juiz de execuções penais de Campo Belo, Leonardo Guimarães Moreira, apresentou o projeto para a unidade.

“Nós conseguimos encaixar a participação da comunidade com o envolvimento dos recuperandos do sistema Apac. Com essa abertura, nós podemos mostrar para a comunidade o valor desses recuperandos”, afirma o juiz.

Ainda segundo o juiz, o projeto será divulgado a mais escolas municipais e estaduais de Campo Belo, que precisam do serviço de manutenção. Para os detentos, a cada três dias de trabalho, há a redução de um dia da pena.

“Estão fazendo com muito engajamento, muito envolvimento. E isso vai contribuir de forma muito importante do retorno ao convívio social assim que terminar o cumprimento da pena”.

A unidade da Apac em Campo Belo foi aberta em 2005 e atente 74 pessoas. Segundo a unidade, apenas 15% dos presos atendidos pelo sistema voltam ao mundo do crime.

Os detentos participantes também aprovaram a ideia. “A gente sair da cela pra vir trabalhar, ainda mais um serviço que é benefício pras pessoas e não pra mim próprio, muito me agrada. Eu fico muito feliz”, contou Márcio Reis Peixoto.

*G1

Você também pode gostar