Denúncia: Acúmulo de lixo e focos de dengue no campestre 3

O antigo local de reciclagem, recentemente palco de dois incêndios, transformou-se em um cenário de caos e risco aqui em Lavras. Localizado no Bairro campestre 3, na saída pra Ribeirão pela estrada do madeira, leitores descreveram o local como um criadouro de mosquitos da dengue, cheio de lixo e negligenciado pelas autoridades locais.

Moradores e vizinhos ao local denunciam a situação insustentável que se instalou desde o fechamento da reciclagem. Anteriormente, a administração da reciclagem se encarregava de receber os resíduos, separá-los adequadamente e armazená-los de forma segura. No entanto, após seu encerramento, os moradores continuaram a deixar seus lixos no local, que agora se encontra repleto de garrafas, caixas de isopor, plásticos e outros materiais propícios à proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Além disso, o local de se torno um grande risco na luta de combate a dengue, devido ao acúmulo de água parada nos recipientes. Um ambiente propício para a proliferação de pragas, como baratas e ratos, aumentando ainda mais a preocupação e o desconforto dos moradores locais.

Imagem enviada por uma leitora

 

Em meio a essa situação crítica, a população tem pedido urgentemente intervenção das autoridades municipais e a colaboração da população em não descartar lixo de nenhuma natureza no local, já que não é mais um ponte de reciclagem .  Diante do aumento alarmante de casos de dengue em todo o país a urgência se torna ainda maior.

A comunidade solicita medidas imediatas para a limpeza e desinfecção do espaço, bem como a implementação de ações de conscientização e fiscalização para evitar que a população continue praticando o descarte inadequado de resíduos.

 

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Últimas Notícias