Cuidados para evitar proliferação do Aedes aegypti devem ser reforçados nas férias

Publicado em 08/01/2016

No início do ano muitas famílias aproveitam as férias para viajar. No entanto, é preciso tomar alguns cuidados para evitar que o Aedes aegypit (mosquito que transmite dengue, febre chikungunya e zika vírus) se prolifere no domicílio que permanecerá fechado durante algum tempo.

O assessor da Superintendência de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e Saúde do Trabalhador da  Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG)), Fernando Campos Avendanho, destaca que a “recomendação aos viajantes é de que, antes de saírem de suas casas, façam uma vistoria detalhada dentro de casa e nos quintais com o objetivo de eliminar os recipientes ou tampar totalmente qualquer reservatório que possa acumular água parada e servir como criadouro do mosquito”, explica.

Vale lembrar que o verão, estação do ano em que as temperaturas são mais altas e as chuvas mais frequentes, oferece as condições ideais à proliferação do mosquito. Por isso, é importante reforçar os cuidados para eliminar os criadouros do Aedes aegypti e evitar a transmissão das doenças.

Ciclo de Reprodução do mosquito

“Do ovo, passando pela fase larvária até chegar à forma adulta, o ciclo de reprodução do mosquito pode variar de 5 a 10 dias em condições ideais, como acontece nesta época chuvosa e de calor do ano. A fêmea do mosquito deposita seus ovos na parede interna dos reservatórios e estes podem permanecer viáveis por aproximadamente um ano. Assim que o ovo entra em contato com a água ele eclode e inicia o ciclo”, explica Fernando.

Ainda de acordo com Fernando, “a ação mais efetiva para se evitar a transmissão de zika, chikungunya ou dengue é eliminar os focos do Aedes aegypti. Pesquisas mostram que cerca de 80% dos focos do mosquito estão nos domicílios”. Dessa forma, é indispensável que toda a população se mobilize e, cada um faça a sua parte no combate ao Aedes Aegypti.

Confira o que fazer em casa antes de viajar:

– Cuidado especial no armazenamento e destinação do lixo, mantendo-o em recipiente fechado e disponibilizando-o para recolhimento pela Limpeza Urbana;

– Jamais descarte o lixo ou qualquer outro material que possa acumular água no quintal de casa, no quintal de vizinhos, na rua ou em lotes vagos. Latas, caixas de leite e similares, é recomendável retirar o fundo para descartar;

– Mantenha a caixa d’água sempre limpa e totalmente tampada;

– Mantenha as calhas livres de entupimentos para evitar represamento de água nas mesmas;

– Elimine os de vasos de plantas e bebedouros de animais;

– Mantenha piscinas devidamente tratadas e tampadas.

 

 

*Agência Minas

Veja também