Cemig moderniza iluminação pública de municípios mineiros por meio do projeto Minas LED

Publicado em 21/12/2021

A Cemig irá substituir luminárias de iluminação pública de maior potência por luminárias LED em municípios localizados em sua área de concessão, por meio do projeto Minas LED. Trata-se de um investimento de mais de R$ 112 milhões, em uma iniciativa do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Cemig, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A meta é substituir mais de 100 mil pontos de iluminação, beneficiando mais de 600 cidades do Estado e promovendo a eficiência energética e a redução inteligente do consumo de energia e da demanda no horário de ponta do sistema elétrico. O projeto foi lançado oficialmente nesta sexta-feira (17), em evento realizado na sede da Cemig.

Para o Presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi Filho, além de incentivar a modernização da iluminação pública de Minas Gerais, o projeto contribui com a redução da demanda de energia em um momento de crise hídrica no Brasil. “A energia da Cemig transforma a vida das pessoas e, por meio do projeto Minas LED, a companhia trará resultados positivos para a segurança pública da população das cidades atendidas”, comenta.

De acordo com o governador Romeu Zema, o trabalho da nova gestão da companhia volta a investir dentro de Minas Gerais para garantir a melhoria da infraestrutura de transmissão e distribuição de energia. “Fico muito satisfeito em assistir a Cemig fazer esta mudança de rumo na nossa gestão, voltando a investir em Minas. O que nós objetivamos a frente do governo do Estado é o desenvolvimento para os 21 milhões de mineiros. É necessário que se leve energia para todos os cantos do Estado, pois o desenvolvimento envolve energia elétrica. A instalação das luminárias LED representa mais um passo dentre vários investimentos em melhorias que vão proporcionar o atendimento adequado à população mineira”, afirma.

Apesar de a responsabilidade pela iluminação pública ser das prefeituras desde janeiro de 2015, conforme determinação da Aneel, a Cemig desenvolve o projeto numa parceria com os municípios, para modernizar os equipamentos e incentivar a adoção de medidas de eficiência energética. É o que explica Ronaldo Lucas Queiroz, gerente de Eficiência Energética da Cemig. “A iluminação pública continua sendo de responsabilidade dos munícipios. As administrações municipais são responsáveis pela substituição das lâmpadas, luminárias e demais equipamentos e materiais que compõem o conjunto de iluminação, incluindo a instalação de novos pontos. Neste projeto, apesar de não ser necessária contrapartida financeira dos munícipios, eles deverão apoiar a Cemig em todas as etapas, conforme critérios e cronograma definidos no plano de trabalho e no Acordo de Cooperação Técnica a ser assinado entre as partes”, explica Ronaldo Lucas.

A Cemig irá adquirir luminárias LED, realizar as substituições das luminárias em campo, encaminhar os equipamentos substituídos para serem descartados de forma ambientalmente correta e prestar contas do projeto perante a Aneel. “Os municípios continuarão responsáveis pela manutenção da Iluminação pública e, após todas as substituições previstas no projeto, também serão responsáveis por acionar as garantias, quando necessário, das luminárias LED instaladas. Além disso, esperamos que a ação seja uma forma de incentivar a ampliação da utilização das lâmpadas eficientes, tornando todo o sistema de iluminação pública cada vez mais econômico e condizente com a cultura de eficiência energética”, completa o gerente.

Prazo e critérios para participação

A cada prefeitura será proposto um cronograma e um plano de trabalho. O projeto será realizado de forma não simultânea em todos os municípios, mas todos deverão ser atendidos em 2022.

Podem participar do projeto todos os municípios que estejam adimplentes com a Cemig; que ainda possuam luminárias com potência superior a 250 W instaladas em seu parque de iluminação pública e que não tenham firmado parceria público/privada (PPP) para troca e manutenção dessa iluminação. Também é preciso que o município assine com a Cemig o Acordo de Cooperação Técnica aceitando todas as premissas e condições do projeto.

Eficiência Energética: iluminar mais, consumindo menos

Somente no ano passado, o PEE da Cemig investiu cerca de R$50 milhões em diversos projetos no Estado. Neste ano, até o momento, já foram mais de R$34 milhões investidos. O programa tem o objetivo de combater o desperdício de energia elétrica por meio da substituição de equipamentos obsoletos por outros mais modernos, entre outras iniciativas.

O PEE possui subprogramas como Cemig nos Hospitais (que já contemplou, desde o ano de 2001, 308 hospitais; sendo que a meta é atender outras 231 instituições até 2024), Cemig no Campo (iniciativa que promove atendimento a comunidades rurais e quilombolas, levando ao público ações como negociação de débitos e atualização cadastral), Cemig nas Escolas (projeto que leva iluminação de LED e ações educacionais a instituições de ensino) e o Cemig nas Comunidades (que irá promover a regularização de 240 mil famílias, além de atuar em ações como negociação de débitos e cadastro de clientes na Tarifa Social de Energia Elétrica). Dessa forma, a empresa atua na substituição de equipamentos ineficientes, além de levar orientações sobre o uso correto, seguro e sustentável da energia elétrica. Cada subprograma tem seu público específico e os detalhes podem ser conferidos no Portal Cemig.

Veja também