Casos de Dengue começam a diminuir em Lavras mas preocupação continua!

Publicado em 25/05/2015

Aedes

A Prefeitura Municipal de Lavras divulgou na manhã desta segunda-feira (25), o balanço da dengue refente à semana de 18 a 22 de Maio de 2015.

Na Semana Epidemiológica de 4 a 8 de maio foram registrados 578 casos confirmados, número que caiu para 408 no período de 11 a 15 de Maio, e para 359 de 18 a 22 deste mês

Segundo a Prefeitura, “o número acumulado de casos desde o início do ano ainda cresce, em razão da tabulação lenta registrada no Sistema de Informações de Agravos de Notificações (SINAN), que apresenta congestionamento, já que é utilizado ao mesmo tempo por municípios de todo o país. São casos que já aconteceram e cujos pacientes já se curaram da doença, já que o período médio de incubação da doença até sua completa recuperação dura de 7 a 10 dias.”

Desde o início deste  ano já foram registradas 5.227 notificações e 2.115 casos confirmados de Dengue em Lavras.

Em Minas Gerais, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) até  o dia 15 de maio foram confirmados em todo Estado 32.323 casos de Dengue. Até o momento foram confirmados 17 óbitos no estado. O primeiro óbito por dengue no estado foi confirmado em 06/03/15 e foi de um homem, de 64 anos, morador do município de Iguatama (Data do óbito- 26/01/15). Os outros 16 óbitos ocorreram nos seguintes municípios: Belo Horizonte, (1), Iguatama (1), Faria Lemos (1), Fronteira (1), Lagoa da Prata (1), Nova Serrana (1), Ouro Preto (1), Três Corações (1), Três Pontas (2), Santa Rosa da Serra (1), Uberaba (3), Uberlândia (2), Viçosa (1). Em 2014, 51 pessoas morreram em decorrência da Dengue em Minas.

Chikungunya

Em 2015, segundo a SES/MG,  foram confirmados 2 casos de Febre Chikungunya em Minas Gerais. Outros 14 casos foram descartados e 9 estão em investigação. Um caso confirmado neste ano foi importado da Colômbia e ocorreu em mulher de 27 anos, residente em Viçosa. O outro caso confirmado foi importado provavelmente da Bahia e ocorreu em uma mulher de 41 anos, residente em Belo Horizonte.

Zika

O primeiro resultado positivo de febre pelo vírus zika no Sudeste do país foi registrado  em São Paulo e confirmado nessa sexta (22) , pela secretaria estadual de Saúde daquele estado. O infectado é um homem de 52 anos, do município de Sumaré, na região de Campinas, interior paulista. A transmissão da doença, assim como a dengue e a Chikungunya, ocorre por meio da picada do mosquito Aedes aegypti. Os sintomas foram constatados em 10 de março e, atualmente, o paciente já está curado.

 

Veja também