Ato na av. Perimetral chamará atenção da violência contra as mulheres em Lavras

Publicado em 14/04/2015
Os manifestantes durante ato em setembro do ano passado na avenida Perimetral em Lavras
Os manifestantes durante ato em setembro do ano passado na avenida Perimetral em Lavras

Os manifestantes durante ato em setembro do ano passado na avenida Perimetral em Lavras

 

Um grupo de manifestantes realizará um ato na próxima quinta-feira (16) para chamar a atenção da violência sofrida pelas mulheres em Lavras. O chamado “Lanternaço” acontecerá a partir das 17h30, na avenida Perimetral, com saída em frente ao Postinho.

Em setembro passado, o grupo já havia feito uma manifestação para chamar a atenção para a falta de iluminação pública de qualidade em diversas regiões de Lavras. O grupo afirma que avenida foi escolhida para o ato porque continua ser palco de assédio e violência contra as mulheres.

 “A rua é escura, tem muitos lotes vagos sem cerca, árvores sem poda que tampam a iluminação de certos trechos. Não tem passeio em toda a sua extensão e não tem policiamento. Não tem segurança para as mulheres que passam por lá indo ou voltando do trabalho, não tem segurança para as alunas da UFLA que passam por lá, inclusive no período noturno”, diz o manifesto do grupo.

Lanternaço-em-Lavras

O grupo afirma que quer chamar a atenção para o aumento de casos de agressão contra as mulheres. “Nós estamos de luto por todas as mulheres que morrem um pouquinho a cada assédio, abuso e violência que sofrem ao passar pela Perimetral. Mas nós não vamos mudar nossos trajetos, eles é que terão de se comportar! É por isso que nosso luto se transforma em luta”.

Os manifestantes reivindicam iluminação pública de qualidade, melhoria na infra-estrutura no entorno das moradias, educação onde se aborde a não violência e a igualdade de gêneros, transporte público de qualidade, atendimento policial e de saúde humanizados, além de policiamento pelos trechos onde há maior incidência de casos. O Lanternaço conta com o apoio do Levante Popular da Juventude, o projeto Cidades Seguras para as Mulheres e a ONG ActionAidBrasil.

A manifestação é aberta a toda sociedade lavrense. Mais informações sobre como participar do ato na página do grupo no Facebook: https://www.facebook.com/events/799983603415833/

Veja também