Atletas do Equador realizarão treinos pré-olímpicos na UFLA

01/06/2016
Marizol Lamur Landazuri

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) tem sido o ponto de encontro e treinamento de conceituados atletas nacionais e mundiais. Desta vez, as atletas Angela Tenório e Marizol Lamur Landazuri, classificadas para os jogos olímpicos 2016, juntamente com o treinador Nelson Gutierrez Perez, ficarão cerca de 40 dias em treinamento na UFLA.

A previsão é de que elas cheguem no dia 15 de julho e fiquem até data próxima aos jogos olímpicos. “Elas virão fazer o período pré-olímpico. Angela Tenório é uma das melhores atletas do mundo”, comentou o professor de Educação Física da UFLA e treinador do Centro Regional de Atletismo (Cria) Fernando de Oliveira. Angela já foi vice-campeã mundial juvenil nos 100m em 2014 e bronze no mundial sub 18 em 2013.

Fernando relata que a UFLA tem se destacado cada vez mais no mundo do atletismo, e que além do Equador diversos outros países têm entrado em contato para que outros atletas venham fazer treinamentos.

Um dos fatores que têm motivado o interesse de atletas com capacidades para obtenção de índices olímpicos é a nova pista de atletismo da UFLA, na qual é possível realizar treinamentos mais específicos, permitindo que os atletas vivenciem condições mais próximas à realidade das competições.

Com investimentos do Ministério do Esporte, a pista é reconhecida pela alta tecnologia, sendo certificada pela Federação Internacional de Atletismo, nas dimensões e características recomendadas pela Confederação Brasileira de Atletismo. Os pisos da pista são importados da Itália, de material sintético, com pistas para salto com vara, salto triplo e extensão, base para arremesso de peso, duas pistas para lançamento de dardo, uma gaiola para lançamento de martelo e disco, pista de aquecimento (5 raias, 75 metros), pista elevada para treinamento, e área para salto em altura.

Com o fortalecimento do atletismo na UFLA, Lavras e região passam a ter maior visibilidade, e ainda o fortalecimento da economia “Isso move o comércio, a economia como um todo, e a cidade também ganha ainda mais visibilidade nacional”, comenta Fernando. Para o reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo, o esporte de alto rendimento é uma tradição e sempre será amplamente difundido e incentivado na UFLA.

Fonte: Ascom Ufla