Aplicativo que auxilia na observação do céu noturno é desenvolvido na UFLA

04/10/2019

 

 

Via Láctea, constelação, lua e estrelas. Essas palavras são comuns para os que não se encantam pelas belezas presentes no céu noturno, mas para os astrônomos, amadores ou não, faz parte de uma atividade que é bem mais do que um hobby. Pensando em meios de auxiliar e orientar a apreciação do céu, o egresso do curso de Engenharia de Controle e Automação da Universidade Federal de Lavras (UFLA) Fergunson Antônio Gomes Peres de Souza desenvolveu como projeto de TCC um aplicativo que mostra o índice de qualidade para observação noturna do céu, denominado Star View.

O software desenvolvido por Fergunson ajuda os usuários a encontrar o melhor local e horário para apreciação do céu, com menos poluição luminosa e condições climáticas favoráveis. “Desenvolvemos um modelo que calcula um percentual, indicando assim, o índice de visibilidade do local a ser observado”, explica o professor do Departamento de Ciência da Computação (DCC) André Vital Saúde, orientador do projeto.

O aplicativo Star View utiliza linguagem de programação Java e foi desenvolvido em conjunto com o ambiente do sistema operacional Android, indicando fases da lua, quantidade de nuvens e também se há poluição luminosa. “Ele é útil porque você pode escolher o local e, assim, o aplicativo apresenta o nível de visibilidade e qualidade do céu naquele dia”, disse André.

POLUIÇÃO LUMINOSA – SAIBA O QUE É

Entende-se como poluição luminosa toda luz externa que não é totalmente aproveitada, ocasionando brilho excessivo acima das cidades. Esse tipo de poluição causa efeitos negativos à saúde e interfere até mesmo nos ecossistemas, sendo considerado um efeito colateral da industrialização.  Estima-se que, em média, 83% da população mundial more em áreas com excesso de luminosidade artificial e que um terço dela jamais poderá observar, a ‘olho nu’, a Via Láctea no céu. O professor André ressalta também que “a estação da lua influencia quando se fala em poluição luminosa; a fase em que ela está cheia, por exemplo, ofusca a observação das estrelas”.

UMA CIÊNCIA CHAMADA ASTRONOMIA

O homem evoluiu observando os astros, a ligação do ser humano com o firmamento perpetuou-se durante milênios entre necessidade e crenças. Muito antes da invenção da escrita, o céu se constituía como um importante recurso cultural entre as sociedades antigas, como, por exemplo, os gregos e maias que realizaram observações metódicas do céu noturno.

Os astrônomos amadores têm contribuído com importantes descobertas. A astronomia é uma das poucas ciências nas quais os amadores podem desempenhar um papel ativo, especialmente na divulgação e observação de fenômenos transitórios.

“Como astrônomos amadores, buscamos um modelo matemático de astronomia que nos desse esse índice que utilizamos e, assim, foi desenvolvido o aplicativo Star View, que é gratuito”, finaliza André.

Você também pode gostar