Prefeito nega implantação do serviço de mototaxi em Lavras

8 de agosto de 2017

 

 

O prefeito Dr. José Cherem (foto) negou o pedido de implantação do serviço de mototaxi em Lavras. O mesmo havia sido feito por meio de uma ação popular baseada em 2.500 assinaturas a favor da regulamentação do serviço no município. Caso aceita pelo prefeito, a medida teria que passar pela Câmara Municipal para ser aprovada.

Responsável por encabeçar a ação, o motociclista Rodrigo Mario Corradini havia protocolado as assinaturas no mês passado junto ao Executivo. Segundo ele, o serviço geraria 300 empregos diretos e outros 900 indiretos na cidade.

O motociclista informou também que a resposta foi dada pelo prefeito nesta segunda-feira, dia 7, através do presidente da Câmara Municipal, vereador João Paulo Felizardo, pois o mesmo não o recebeu em seu gabinete, adiando por duas vezes uma reunião que estava agendada.

“O prefeito afirmou que a implantação do serviço de mototaxi na cidade não é uma prioridade para ele. Não sabemos se houve a interferência de taxistas no peso dessa decisão. Ficamos surpresos porque ele não deu atenção a um manifesto que reúne até o momento 4 mil assinaturas a favor dele”, disse.

Corradini disse que pretende pedir a  realização de uma audiência publica na Câmara Municipal para discutir a proposta. A prefeitura oficialmente não se manifestou sobre a decisão.