Lavrenses comentam sua relação com Nossa Senhora Aparecida

8 de outubro de 2017

A Paróquia Nossa Senhora Aparecida se prepara para comemorar os 300 anos de aparições da imagem milagrosa da Padroeira do Brasil.  A programação da festa continua de hoje a quinta-feira, dia 12, com a reza diária do terço às 18h, e a missa seguida da novena às 19h. Durante todos os dias da novena haverá a presença de sacerdotes de todas as paróquias da cidade. Haverá também barraquinhas coma venda de comidas típicas.

O site Lavras 24 Horas ouviu lavrenses para falar de sua relação com a Mãe Aparecida. Veja os depoimentos:

“Essa paróquia ainda é conhecida como a igrejinha de Nossa Senhora Aparecida. Para nós, é uma casa de benção e acolhimento. Estamos preparados para receber a todos. Maria é a minha, a nossa mãe”,

Aparecida Santos, 58 anos (foto acima) 

 

“Eu assisto a missa duas vezes por dia na TV Aparecida. Eu adoeci, fiquei três meses de cama. Eu pedi com muita fé e ela me pôs de pé novamente para que eu pudesse trabalhar”,

Maria Ondina, 73 anos.

 

“Eu rezo torço todos os dias por Nossa Senhora Aparecida. Tive a graça de ter êxito numa cirurgia por intermédio dela. Hoje eu consigo andar graças a ela”,

Marcelo do Nascimento

 

“Eu consegui muitas graças com ela. Vou visitar Aparecida do Norte todos os anos para agradecer. Eu devo muita coisa para ela”,

Messias dos Reis Nery, 83 anos.