Lavras: Ex-gerente de Cultura prepara bloco e escola de samba para Carnaval 2018

11/01/2018
Cordão da Cuca Maluca sairá domingo de manhã em direção à Praça Dr. Augusto Silva (foto: Facebook)

 

 

O ex-gerente de Cultura da Prefeitura Municipal de Lavras, Marcus Paullus Guimarães Passos, não desiste de empreender. Depois de deixar a pasta em novembro após quase um ano no cargo, o gestor de projetos culturais prepara uma série de projetos para a cidade em 2018.

Marcus Paullus anuncia a realização dos desfiles carnavalescos do Cordão Bloco Cuca Maluca e da Escola de Samba Unidos de Nova Lavras, cujo enredo homenageará a Rádio Cultura, além de uma feira mensal de economia criativa, entre outras novidades.

Em entrevista exclusiva, ele fala sobre seus novos projetos e faz um balanço de sua atuação em Lavras. Confira:

Como surgiu a ideia de criar o Cordão da Cuca Maluca?

Em 2017, na organização da Liga de Carnaval Lavrense e o Carnaval, observei que nenhum bloco tradicional da cidade quis aderir à ideia de seguir a tendência nacional de trazer os blocos para o dia, para a participação das crianças, seus pais e dos idosos.  Com isso, propus a criação do bloco e tive logo a adesão de várias famílias. A ideia era levar para a rua toda a família fantasiada para brincar o carnaval ao som das marchinhas tradicionais.  Convidei o artista plástico Lujorje para esculpir nosso adereço, uma Cuca, inspirada nos dragões chineses, cujo corpo é montado com a participação dos foliões.

Outros blocos vão sair com vocês?

 

Não fui convidado para participar da reunião para organização do carnaval após meu desligamento, não sei dizer quais serão os outros Blocos. Estamos apoiando também o Carnaval da Escola de Samba Unidos de Nova Lavras. O nosso enredo é “Rádio Cultura: Tradição em Informação no ritmo do coração do povo”.

Qual a situação hoje da Banda Euterpe Operária?

 

Estou atuando como voluntário da Euterpe Operária, para trazer recursos do Estado para projetos da banda. Em 2018 a Euterpe deve receber subvenção da Prefeitura. Acredito que o ano de 2018 será uma retomada da Banda.

Quais os seus planos para Lavras em 2018?

 

Estou retomando meus trabalhos de consultoria no Rio e São Paulo, além disso, propondo ações para desenvolver a Economia Criativa de Lavras, como uma feira mensal a ser realizada sempre no primeiro sábado do mês, a partir de março. O local da feira aguarda definição, enviei o pedido de autorização de uso da praça Dr. Augusto Silva e aguardo o deferimento da Prefeitura.

“O grande teste da nova gestão será o carnaval. Estou sempre disponível para contribuir”, afirmou Marcus Paullus.

Dois meses depois de deixar a Secretária de Cultura, que balanço você faz do setor hoje em Lavras?

 

O final do ano da Prefeitura foi praticamente a manutenção da programação que havíamos proposto, antes de deixar o cargo. O grande teste da nova gestão será o carnaval. Estou sempre disponível para contribuir. Estou ainda atuando como voluntário da Associação das Meninas Cantoras de Lavras e o Grupo de Teatro Construção para captação de recursos dos editais e leis de incentivo estadual e federal, como Acadêmico estarei trabalhando com a Diretoria da Academia Lavrense de Letras para realizar em 2018 um Encontro Nacional de Academias de Letras em Lavras e uma Feira Literária.

 

Você também pode gostar