Grupo que morreu em acidente que matou 7 pessoas tinha acabado de conseguir emprego

09/10/2018
Foto: Bombeiros Divulgação

Quatro das sete pessoas que morreram em um acidente na manhã desta segunda-feira (8) na BR-267, próximo a Cambuquira (MG), seguiam para um treinamento em Varginha (MG). Eles tinham acabado de ser contratados por uma empresa de telefonia.

Genueverton Antônio da Silva Oliveira, de 29 anos; Maxwell Tomás da Silva, de 33; Geam Carlos de Oliveira, de 34 e Carlos Bruna Correia, de 22 anos, morreram no acidente. Representantes da empresa onde eles trabalhavam estiveram no IML. As vítimas são de Andrelândia (MG) e Bom Jardim de Minas (MG).

O acidente também interrompeu de forma trágica os planos de Terezinha Altino de Oliveira, de 54 anos que seguia para um novo emprego em São Lourenço (MG).

A irmã de Terezinha, Maria Lúcia Fernandes, de 68 anos e o sobrinho Luiz Cláudio da Fonseca, de 49 anos, também morreram na batida. O marido de Terezinha seguia em um outro veículo e viu o acidente.

“O Pálio estava descendo a uns cento e tantos por hora, rodou logo na minha frente, rodou e pegou a minha cunhada de frente”, disse o marido de Terezinha, Liovaldo da Fonseca.

O acidente aconteceu por volta de 6h. Segundo a polícia, chovia quando tudo aconteceu. Um inquérito já foi aberto para investigar o que de fato provocou a batida. Uma testemunha contou à polícia que o carro que seguia para varginha estava acima da velocidade permitida, que é de 80 quilômetros por hora.

Por se tratar de uma curva, a gente já considera que é um local onde a velocidade tem que ser diminuída. Se respeitado o limite de trânsito, não é uma curva tão perigosa”, disse o tenente da Polícia Militar, Paulo César de Souza.

Os corpos de Maria Lúcia Fernandes e Terezinha Altino de Oliveira serão enterrados na manhã desta terça-feira (9) em Olímpio Noronha (MG). O corpo de Luiz Cláudio de Fonseca será sepultado também de manhã em São Lourenço. Os outros corpos serão enterrados em Andrelândia e Bom Jardim de Minas.

Fonte: G1

Você também pode gostar