Campanha com fotografias incentiva adoção dos cães do Parque Francisco de Assis

14 de novembro de 2017

Para estimular a adoção dos cães do Parque Francisco de Assis, a fotógrafa Alessandra Alcebiades em parceria com a entidade criou uma campanha com fotografias fofas dos animais acolhidos pelo abrigo que atualmente possui 480 cachorros.

A ideia do ensaio é mostrar para a população lavrense que os cães sem raça definida também têm a sua beleza e devem ser amados da mesma forma. Os animais foram escolhidos de forma aleatória. Alessandra espera que as imagens ajudem a incentivar às pessoas a adotarem um animal do parque: “Como fotógrafa há dois anos, foi com muito prazer que aceitei o convite para essas fotos voluntárias, capturei as melhores imagens com o objetivo de divulgar o máximo possível para adoção consciente e responsável. Espero muito que: essas fotos, mude a forma das pessoas enxergarem os cães abandonados. No começo do próximo ano de 2018 com certeza vou novamente fazer fotos para ajudar nessa campanha linda de adoção. ’

Construído às margens da rodovia BR-265, o Parque Francisco de Assis há quase sete anos serve de morada temporária para vários cães. No local, os animais recebem todo cuidado de funcionários e voluntários . Vários são os casos de animais que já não tinham mais esperança e com o amor e zelo que receberam , conseguiram vencer.

É o caso do Cocker. Após contraircinomose evencer a doença, ainda ficou com seqüelas no sistema locomotor e não conseguia movimentar as patas. Com muita força de vontade e sessões de fisioterapia pelos voluntários, ele conseguiu se recuperar e hoje alegra o Parque enquanto corre pelas áreas de recreação.

Cocker

Muitos filhotes são deixados em caixas de papelão na frente do portão do Parque Francisco de Assis, soltos na beira da rodovia ou amarrados nos carros dos voluntários. Esses cães recebem os cuidados necessários (banho, vermifugação e vacinação) e são encaminhados para adoção na feira de domingo na Praça Augusto Silva. É importante salientar que essa prática é de grande risco, já que além do risco de serem atropelados, os filhotes ainda têm baixa imunidade e ficam facilmente doentes ao ter contato com os outros animais do abrigo.

O abrigo também cuida de casos como o de Brad Pitt que chegou vítima de atropelamento e hoje é paraplégico. Assim como ele, outros cinco cães também passam pela mesma situação. Para esses animais, os cuidados são dobrados e, para isso, o Parque conta com a ajuda dos estudantes da UFLA com o projeto Veterinário Aprendiz Voluntário que somam cerca de 30 alunos responsáveis pelos cuidados com os animais da enfermaria.

Brad Pitt

Além dos cuidados com os cachorros feridos e a adoção, o Parque também realiza um projeto de castração de animais de rua em parceria com a Vigilância Sanitária de Lavras.Os cães são recolhidos e levados ao abrigo, aonde são realizados testes de Leishmaniose, vacinação, banho e o mutirão de castração. Após o período de pós-operatório, os animais são soltos na mesma região que foram recolhidos. A castração é uma ferramenta eficiente para evitar o aumento do número de cães de rua e ainda é uma forma diminuir o contágio canino por doenças transmitidas sexualmente.

Essa é parte da história de Stela. Ela foi recolhida para ser castrada e, ao ser devolvida a rua, teve a pata quebrada por um chute ao se aproximar de um homem que caminhava por ali. Stela foi novamente acolhida no Parque, curada e hoje espera uma família que a trate com amor.

Se não puder adotar, você pode ajudar os cães de outras formas, através de doações em depósito ou transferência bancária através das seguintes contas:

Caixa Econômica Federal 

Agência: 0129
Conta corrente: 185-2
Operação:  003

Banco do Brasil

Agência: 0364-6
Conta corrente: 84411-X

SWIFT: BRASBRRJSBO
IBAN: BR0700000000003640000844110C1

Banco Itaú

Ag. 1463
c/c 16856-5 

 

Conheça o Parque Francisco de Assis e ajude a continuar este trabalho!

 

 

*Colaboração/texto: Patrícia Alvarenga D’Addio Miranda