Cai número de acidentes e de mortes nas estradas de Minas no feriado de Corpus Christi | Lavras24horas notícias em tempo real

Cai número de acidentes e de mortes nas estradas de Minas no feriado de Corpus Christi

04/06/2018
@lavras24horas
@lavras24horas
@lavras24horas
(35)9 9125.1471

 

O número de acidentes e mortes nas estradas mineiras durante o feriado de Corpus Christi deste ano caiu em relação à mesma data de 2017. Os casos envolvendo feridos também sofreu queda. O balanço foi divulgado nesta segunda-feira pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv). Os dados compreendem o período entre 0h de quarta-feira (30) até as 23h59 de domingo (3).

Neste ano, foram contabilizadas 53 ocorrências sem vítimas nas rodovias estaduais e federais que cortam o Estado. O número é 46,46% menor que o registrado no feriado de 2017, quando chegou a 99 ocorrências. O número de ocorrências de acidentes com vítimas fatais caiu de dez no ano passado para oito em 2018.

Em relação aos acidentes sem vítimas fatais, também houve redução. Foram registradas 91 ocorrências neste feriado, 28,35% menor comparando-se com 2017, que contou com 127 ocorrências.

O número de mortes nas rodovias passou de 11, em 2017, para oito, em 2018. Uma queda de 27,27%. O número de pessoas feridas também caiu: de 217, no ano passado, para 125 neste feriado. No total, foram registradas 152 ocorrências de acidentes nas estradas sob a responsabilidade da Polícia Militar de Minas Gerais. Em 2017, foram 236.

Segundo a Polícia Militar, dentre as causas presumíveis de acidentes, destacam-se a falta de atenção, animal na pista, dirigir embriagado e uso indevido do celular ao volante.

O número de operações da PMRv nas estradas de Minas aumentou neste ano. Foram 3.558, crescimento de 7,46% em relação ao feriado do ano anterior.

Em vários pontos das rodovias do Estado, os policiais militares fiscalizaram 35.217 veículos, captaram 2.121 imagens por radar e realizaram 4.796 testes de etilômetro (bafômetro).

Durante as operações, 96 pessoas foram presas, sendo oito por dirigir sem habilitação. Os policiais prenderam ainda 40 motoristas por embriaguez ao volante, 11 por outros crimes de trânsito e 37 por crimes diversos. Foram recolhidas 281 carteiras de motorista e outros 448 inabilitados foram autuados.