Brasil vence Holanda de virada no Torneio Cidade de São Paulo de Futebol Feminino; Veja fotos

13/12/2010

A partida foi emocionante, com gol do Brasil aos 48 minutos do segundo tempo. Marta foi o destaque com dois gols

As seleções femininas de Brasil e Holanda fizeram um jogo emocionante e com muitos gols neste domingo, pela segunda rodada do Torneio Internacional Cidade de São Paulo, realizado no estádio do Pacaembu, em São Paulo. De virada, com direito a gol aos 48 minutos do segundo tempo, a seleção brasileira ganhou por 3×2, na segunda vitória no torneio. Na partida de fundo estão jogando, desde as 18h15, Canadá x México.

Sob forte calor de mais de 30 graus de temperatura, o jogo começou cadenciado. A seleção brasileira teve dificuldades para passar pela forte marcação da equipe holandesa no primeiro tempo. Mesmo assim, o primeiro lance de perigo veio aos 2 minutos, com Aline. A zagueira recebeu cruzamento na pequena área e chutou para a defesa de Loes Geurts, goleira holandesa.

Aos 9 minutos, Loes Geurts bobeou e Thaís roubou a bola e cruzou para Marta, livre, chutar rasteiro para fazer o primeiro gol do jogo. Com o placar na frente, as brasileiras continuaram no ataque e, aos 17 minutos, a melhor atacante do mundo recebeu novamente a bola na linha de fundo, driblou a lateral holandesa e cruzou no meio da área. A zaga da Holanda conseguiu afastar o que seria o segundo gol.

Mesmo com a vantagem, o Brasil começou a sentir dificuldades na troca de passes, devido a forte marcação da Holanda. As européias aproveitaram e, aos 33 minutos, no contra- ataque, a atacante Kirsten Van de Ven recebeu um lançamento e ficou sozinha, pois a zaga brasileira tentou fazer a linha de impedimento, e tocou na saída de Thaís Picarte para fazer o gol de empate.

Com o jogo embolado, a seleção holandesa começou a tocar a bola, dificultando a tentativa de ataque do Brasil. Mesmo assim, aos 40 minutos, Marta cobrou escanteio e quase fez gol olímpico. Aos 45 minutos, a meio-campista Sherida Spitse recebeu toque na entrada da área e chutou no travessão do gol brasileiro. Ainda no último minuto do primeiro tempo, Marta recebeu a bola e bateu forte no canto direito. A goleira Loes Geurts fez linda defesa e garantiu o resultado da primeira etapa.

Na saída do intervalo, Kleiton Lima, técnico da seleção brasileira, fez um balanço do primeiro tempo. “O Brasil não fez um bom jogo até o momento. Precisamos tocar mais a bola e fazer jogadas pelas laterais. Vamos ver o que conseguimos mudar para o segundo tempo”, explicou.

Brasil voltou mais agressivo para segunda etapa – Na segunda etapa, o Brasil tentou reverter o jogo com mais agressividade e jogadas pela linha de fundo. Mesmo assim, foi a seleção holandesa quem fez o segundo gol. Aos 14 minutos, a atacante Chantal de Ridder, que havia acabado de entrar, recebeu passe na entrada da área e chutou com força no canto esquerdo, sem chance para a goleira brasileira.

Com a desvantagem no placar, o Brasil começou a arriscar mais e exigiu da goleira Loes Geurts três grandes defesas. Mas, aos 21 minutos, após belo cruzamento de Thaís, Marta cabeceou para empatar novamente a partida. O resultado fez com que a seleção holandesa se fechasse para tentar garantir o resultado, enquanto o Brasil forçou o ritmo com boas jogadas pelas laterais e perdeu várias chances de gol. Numa dessas ações, aos 49 minutos, Daniele cruzou da esquerda, a goleira holandesa espalmou para o meio da área e Gabriela fez o gol da virada para a vibração das brasileiras e do bom público presente ao Pacaembu nesta tarde.

“Estou muito contente com o resultado. Não fizemos uma partida excelente, mas não podíamos decepcionar o público que veio nos apoiar hoje. Jogamos com o coração”, comemorou Marta, eleita a melhor em campo.

Para a meio-campista Gabriela, o jogo teve sabor especial. Foi o seu primeiro gol com a camisa da seleção brasileira. “Estou muito feliz. Foi o gol mais importante da minha carreira, ainda mais com a torcida empurrando até o final do jogo. A equipe holandesa veio muito fechada, mas mostramos que não é só de técnica que vive o futebol brasileiro. Temos também muita raça”, explicou.

O técnico Kleiton Lima, concordou sua jogadora. “Foi um jogo bem difícil. No primeiro tempo, a seleção holandesa soube explorar nossos erros e conseguiu fazer o gol de empate. No segundo tempo, optei por avançar Érika e Formiga e nossas duas alas. Com isso a equipe melhorou, atacou mais, porém tomou a virada em mais um erro nosso. Depois disso o time foi agressivo e envolvente, buscando o gol na base da raça e persistência. O mais importante foi que não desistimos em nenhum momento”, enfatizou.

Agora o Brasil torce por um empate ou vitória do Canadá no jogo de fundo para garantir a classificação antecipada para a final do domingo,dia 19. Se isso acontecer, a partida da quarta-feira, dia 15, às 22h, contra a seleção do Canadá, será apenas para cumprir tabela.

Ficha Técnica

Brasil 3- 12 -Thais Picarte; 3 -Aline, 4- Renata Costa e 20- Érika; 6 -Rosana (14 -Vânia), 5 -Ester, 8 -Formiga e 17 -Fabiana (19 -Daniele); 10 -Marta, 9 -Grazielle (16 -Gabriela) e 22- Thais Guedes
Técnico: Kleiton Lima

Holanda 2- 1-Loes Geurts; 2-Dyanne Bito, 4-Daphne Koster (capitã), 3-Manoe Meulen e 5-Petra Hogewoning; 6-Marije Brummel, 7-Marlous Pieete (21-Shanice van de Sanden) e 8-Sherida Spitse; 9-Kirsten van de Ven, 11-Renée Slegers (12-Chantal de Rider) e 10 -Sylvia Smit (19-Ellen Jansen).
Técnico: Roger Reijners
Data: 12/12/2010

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Árbitro : Flamarion David Volpe

Assistentes : Alexandra Aparecida Rodolpho e Maiza Teles Paiva

Cartões amarelos – Daphne Koster, Dyanne Bito e Sherida Spitse (Holanda)

Cartão vermelho – Sherida Spitse

Gols: Marta (9 min 1º T e 21 min 2º T) e Gabriela (48 min 2º T) para o Brasil e Kirsten van de Ven (30 min 1º T) Chantal de Ridder (14 min 2º T) para a Holanda

Classificação

1- Brasil – 6 pontos
2- Canadá – 3 pontos
3- Holanda – 0 ponto
4- México – 0 ponto

Artilheiras

– Marta (Brasil) – 4 gols
– Matheson e Christine Sinclair (Canadá) – 2 gols
– Cristiane (Bra), Gabriela, Josee Berlanger (Can), Kirsten van de Ven (Hol), Chantal de Ridder (Hol) – 1 gol

Tabela

1ª Rodada
Canadá 5 x 0 Holanda
Brasil 3 x 0 México

2ª Rodada – 12 de dezembro
Brasil 3 x 2 Holanda
18h – México x Canadá (Band Sports/ Band Internacional / Fox Sports)

3ª Rodada – 15 de dezembro
19h45 – México x Holanda (Band Sports/ Band Internacional / Fox Sports)
22h – Brasil x Canadá (Band / Band Sports / Band Internacional / Fox Sports)

Finais – 19 de dezembro
14h45 – Decisão do 3º lugar (Band Sports/ Band Internacional / Fox Sports)
17h – Decisão do título (Band / Band Internacional e BandSports)

Ingressos à venda – Preços: R$ 5,00 (arquibancada verde), R$ 10,00 (arquibancada laranja), R$ 20,00 (cadeira descoberta) e R$ 30,00 (cadeira coberta).

Os ingressos estão disponíveis, de segunda-feira a sábado, das 11 às 17 horas, em cinco pontos da Grande São Paulo:
– estádio do Canindé (rua Comendador Nestor Pereira, 33)
– ginásio do Ibirapuera (rua Manuel da Nóbrega, 1.361)
– estádio do Pacaembu (praça Charles Miller, s/ nº)
– estádio Anacleto Campanella (rua Walter Tomé, 64, São Caetano)
– estádio Bruno José Daniel (rua 24 de Maio, s/nº,- Santo André) – sábados, das 10 e 16 horas.

O II Torneio Internacional Cidade de São Paulo é uma realização da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, com promoção da Sport Promotion e apoio da Prefeitura de São Paulo, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), da Federação Paulista de Futebol e do Grupo Bandeirantes de Comunicação, que está transmitindo as oito partidas da competição pelos canais BandSports, Band Internacional e TV Bandeirantes.

Você também pode gostar