“A torcida brasileira não amadureceu”, diz radialista lavrense José Silvério  

16/04/2018

 

 

Ele é uma dos monumentos do jornalismo esportivo brasileiro. O locutor lavrense José Silvério de Andrade, 72 anos, se prepara para narrar a sua décima primeira Copa do Mundo de Futebol na Rússia.

O mestre começou sua carreira na Rádio Cultura de Lavras, passou pelas emissoras de rádio Inconfidência (BH), Itatiaia (BH), Jovem Pan (SP) – na qual atuou por 25 anos, e atualmente é titular da Rádio Bandeirantes. Por enquanto, ele garante que não vai se aposentar.

Em entrevista concedida com exclusividade ao Lavras 24 Horas no último dia 13, José Silvério falou de suas expectativas para o novo mundial e da situação da Seleção Brasileira de Futebol. Para ele, o tradicional favoritismo brasileiro é descabido neste momento.

“Parece que esquecemos o que aconteceu em 2014, quando perdemos de 7 X 1 para o time da Alemanha. A torcida brasileira não aprendeu a lição. É preciso deixar o ufanismo de lado”, afirmou.

José Silvério também apontou falhas em jogadores titulares da seleção comandada pelo técnico Adenor Leonardo Bachi, Tite.  “Gabriel Alves é um jogador mais ou menos. Neymar tem baixa condição física nesse momento. Não temos um grande time”, avaliou.

José Silvério embarca para a Rússia no próximo dia 11 de junho. Ele disse que as seleções mais bem preparadas para o torneio são a Alemanha e a Espanha. O locutor afirmou que tem dedicado o seu tempo mais a família. Com seis netos, ele disse que diminuiu o ritmo de trabalho e tem apostado na qualidade de vida na capital paulista, onde reside.

Você também pode gostar